blog sobre marketing digital e tecnologia
Search
Close this search box.

Quantos megas de internet é bom para trabalhar? Entenda em detalhes como potencializar o seu trabalho home office com uma boa conexão

Tudo o que você precisa saber para trabalhar de forma produtiva e sem lentidão com a sua internet.
quantos megas de internet é bom para trabalhar

A internet tornou-se um elemento fundamental para diversas empresas. O trabalho home office, por exemplo, deixou ainda mais evidente o papel desta tecnologia em nossas principais tarefas. Mas afinal, você já parou para pensar quantos megas de internet é bom para trabalhar? É isso que iremos explicar em detalhes neste artigo.

Uma das dúvidas bastante recorrentes que recebemos diariamente, é sobre como escolher o plano de internet ideal. Para essa dúvida, não há uma resposta pronta. Afinal, tudo irá depender da oferta que a empresa está te oferecendo, além dos benefícios. Porém, se você quer ter desempenho satisfatório na hora de trabalhar, é importante que a conexão seja estável. A estabilidade será o norteador chave para que o seu trabalho seja produtivo do início ao fim.

Com o avanço das novas tecnologias e com mais dispositivos conectados à internet, a questão da velocidade em si, ficou muito abrangente. É claro que a velocidade impacta diretamente no preço e também nos recursos a serem consumidos, porém, é importante compreender que apenas a velocidade não é suficiente para alinhar produtividade e conexão. Por isso, antes mesmo de contratar um plano de internet, é importante você questionar como é a conexão do plano ofertado e ver se o mesmo irá se enquadrar com as suas principais tarefas.

Mas sem deixar a questão da velocidade de fora de jogo, é claro que iremos abordar alguns tópicos que vão além deste quesito. Portanto, se você quer saber como elevar a sua produtividade durante o seu trabalho, é essencial acompanhar em detalhes tudo o que iremos explicar neste artigo.

A importância de uma conexão estável

quantos megas de internet é bom para trabalhar
Foto: Unsplash – Windows

Como já apresentamos no começo deste artigo, entender quantos megas de internet é bom para trabalhar, vai além das questões numéricas em si. A chave para que você possa ter uma experiência satisfatória está ligada também com a estabilidade.

Quando o assunto é ter uma conexão mais estável, não podemos deixar de mencionar a tecnologia fibra óptica. Segundo um levantamento da Anatel e divulgado no site Tecnoblog, a tecnologia de fibra óptica já contempla dois terços da banda larga fixa em nosso país.

Este número é bastante expressivo e faz a gente refletir sobre como a internet acabou se tornando um elemento crucial para as nossas principais tarefas, inclusive o trabalho home office.

Um dos principais diferenciais da conexão em fibra óptica é a sua versatilidade. Ou seja, este tipo de tecnologia não fica limitado apenas ao trabalho home office. É possível utilizar a internet para outras finalidades, como: jogar games online, fazer videoconferência, assistir conteúdos via streaming, etc. Ou seja, essa tecnologia tem ganhado destaque devido à sua capacidade de fornecer conexões mais rápidas, estáveis e confiáveis em comparação com as tecnologias mais antigas, como DSL (Digital Subscriber Line) e cabo de cobre. Entenda melhor sobre o conceito DSL no artigo da Eletronet.

Para quem usa videoconferência no seu trabalho, por exemplo, ter uma conexão estável é ainda mais essencial. A questão da velocidade em megas neste cenário não fica tão evidente, pois, a estabilidade é o que irá gerar uma latência mais assertiva durante o momento da conferência. Com a tecnologia fibra óptica, por exemplo, a latência é significativamente menor, tornando as interações em tempo real, como videoconferências, muito mais suaves.

Mas você talvez deve estar se perguntando: entendi essa questão da estabilidade, mas como eu posso saber se a minha conexão está bem estável? Quantos megas é ideal para ter uma conexão realmente estável? Tem como medir? É isso que iremos te explicar da melhor maneira possível no próximo tópico. 🙂

Quantos megas de internet é bom para trabalhar?

quantos megas de internet é bom para trabalhar
Foto: Unsplash – Grovemade

Sabemos que você é ansioso e está curioso para saber em questão de números sobre quantos megas de internet é bom para trabalhar. Porém, você irá observar que essa pergunta vai além da questão numérica e está ligado diretamente com as suas tarefas. Vamos entender melhor sobre isso? 

  • Videoconferências: Como já citamos anteriormente, a videoconferência é um fator que demanda bastante de uma estabilidade, afinal, a latência será o grande responsável para uma conexão flexível. Portanto, se você participa regularmente de videoconferências de alta qualidade, recomenda-se uma conexão estável e dedicada de pelo menos 15 a 20 Mbps de upload e download para uma experiência sem interrupções. Lembre-se que a conexão é dedicada, ok? Ou seja, é ideal reservar essa conexão apenas para a sua videoconferência e não com o ambiente todo.

  • Transferência de arquivos: Outro ponto que deve ser levado em consideração é a transferência de arquivos. Você recebe e envia muitos arquivos? Eles são considerados grandes? Neste cenário, é ideal ter uma conexão estável tanto no Download (recebimento) e no Upload (envio). Uma conexão de 20 Mbps ou mais pode ser necessária, dependendo do tamanho dos arquivos.

  • Aplicativos na nuvem: Os programas na nuvem como o Google Drive, por exemplo, estão cada dia mais sendo utilizados. Se você utiliza bastante este recurso com aplicativos baseados na web, como ferramentas de colaboração em equipe, considere uma conexão de pelo menos 20 Mbps de Download e Upload de para garantir que tudo funcione sem problemas.

  • Número de dispositivos: Aqui é o ponto chave em muitas situações. A quantidade de dispositivos conectados à rede impactam diretamente no quesito estabilidade. Como apresentamos até o momento, para uma conexão sem problemas, os megas são para as tarefas de forma dedicada, ou seja, sem compartilhamento com outros dispositivos. Se a sua família também estiver usando a internet, considere um plano de conexão mais rápida e flexível com pelo menos 100 Mbps.

  • Redundância: É uma boa prática ter uma conexão de backup, como um hotspot móvel, para evitar interrupções no trabalho em caso de problemas com sua conexão principal. Além disso, é bom utilizar programas para potencializar a sua produtividade. Saiba mais sobre os aplicativos essenciais para o computador.

A questão sobre quantos megas de internet é bom para trabalhar, está ligada diretamente à estabilidade e às suas tarefas. Não existe uma fórmula pronta para esta pergunta. Porém, com os exemplos mostrados acima, você já terá um entendimento mais claro de quanto pode consumir as tarefas durante a sua jornada de trabalho. Além disso, você pode efetuar testes da sua conexão no site da Fast.com para obter dados mais detalhados sobre o seu tipo de conexão atual.

5 dicas para potencializar sua conexão

Preparamos também cinco dicas essenciais que irão potencializar o seu desempenho ao longo do seu trabalho home office. Portanto, não fique apenas questionando e preocupado com número de quantos megas de internet é bom para trabalhar. É interessante adotar algumas práticas para que o desempenho seja mais satisfatório. Vamos entender um pouco melhor sobre cada um deles?

  1. Posicionamento do roteador: Para ter resultados eficientes, o roteador precisa estar conectado em um ponto estratégico e que ofereça uma cobertura satisfatória no local em que você irá trabalhar. Uma solução interessante é colocar seu roteador Wi-Fi em uma localização central da sua casa e longe de obstáculos, como paredes e móveis, para garantir um sinal forte em toda a residência. Outra solução inteligente, é usar dois roteadores na mesma rede para potencializar o desempenho.

  2. Rede com fio: A conexão com fio é bastante sólida ainda nos dias atuais. Sempre que possível, conecte dispositivos essenciais, como computadores de trabalho, ao roteador por meio de cabos Ethernet para obter uma conexão mais estável.

  3. Atualização de equipamentos: Manter os dispositivos atualizados é fundamental para ter mais tranquilidade e segurança durante a sua jornada de trabalho, principalmente quando mexemos com assuntos mais sensíveis. É fundamental que você mantenha seu roteador e modem atualizados para aproveitar os avanços da tecnologia e garantir um desempenho consistente.

  4. Agendamento de tarefas: Se possível, agende tarefas que exijam muita largura de banda, como backups ou atualizações de software, para horários fora do expediente de trabalho. Saiba mais sobre a importância do backup de dados no artigo da Norton.

  5. Monitoramento de uso: Use aplicativos ou ferramentas de monitoramento de uso da rede para identificar quais dispositivos

Adotar boas práticas com uma conexão estável e segura é essencial nos dias atuais. Colocar as dicas abordadas irão elevar a sua produtividade, além de oferecer uma maior segurança na transferência e no recebimento de dados. Entenda sempre as suas necessidades e dê preferência para questões que irão potencializar os seus resultados no dia a dia. #FicaaDica.

Conclusão

quantos megas de internet é bom para trabalhar
Foto: Unsplash – Yasmina H

Podemos concluir que o avanço da internet banda larga no nosso país tornou uma rede mais estável e aberta a outras possibilidades que vão além das tarefas de trabalho em si. A fibra óptica é conhecida por sua capacidade de oferecer velocidades muito superiores à maioria das outras tecnologias. Além disso, este tipo de conexão está se tornando cada vez mais comum nos lares e nas empresas de diversos locais do país, além do preço se tornando mais acessível. 

Vale destacar também que a tecnologia fibra óptica é um tipo de cabo de transmissão que utiliza feixes de luz para transmitir dados, em vez de sinais elétricos, como ocorre em cabos de cobre. Essa diferença fundamental na transmissão de dados é o que torna a fibra óptica mais estável e vantajosa para diversas funcionalidades na internet.

Como vimos neste artigo, a questão de quantos megas de internet é bom para trabalhar depende de uma série de fatores, incluindo as tarefas realizadas, o número de dispositivos conectados e o nível de demanda por largura de banda. A velocidade numérica em si, não é apenas o único fator a ser levado em consideração. É importante sempre se atentar no quesito estabilidade, principalmente para as tarefas que envolvem recebimento e envio de arquivos, videoconferências e programas armazenados na nuvem.

É importante que você invista em uma conexão de alta qualidade, esteja ciente de suas necessidades de largura de banda e siga as melhores práticas para otimizar sua conexão. Dessa forma, você estará bem preparado para enfrentar os desafios e colher os benefícios do trabalho remoto.

Para mais dicas sobre produtividade e tecnologia, continue acompanhando nosso blog e fique por dentro das últimas novidades. Diariamente, postamos conteúdos sobre tecnologia e marketing digital. Queremos ser o seu guia para elevar a sua produtividade em diversas situações. Assine a nossa Newsletter e receba novos conteúdos. 🙂

Últimos Posts

Categorias

Últimas Postagens

Stories Mais Vistos

Receba Newsletter

Insira o seu e-mail e receba dicas, novidades e informações sobre Tecnologia e Marketing Digital.

Redes Sociais