blog sobre marketing digital e tecnologia
Search
Close this search box.

Antivírus para celular vale a pena? 10 informações primordiais que você precisa saber sobre os antivírus

Entenda sobre o papel do antivírus em um celular e saiba se ele é a melhor opção para deixar o seu smartphone mais protegido.
antivírus para celular

No começo desta semana, recebemos um e-mail de um leitor bastante preocupado com a segurança do seu aparelho celular. E uma das perguntas chave, foi se ainda vale a pena ter um antivírus para celular. Pois é, esse tipo de dúvida pode parecer um pouco simples, mas é importante ir além das medidas mais tradicionais para deixar o nosso aparelho mais protegido.

Como já explicamos em diferentes textos já publicados em nosso site, os smartphones não são mais como um mero dispositivo para realizar e receber chamadas. Atualmente, boa parte dos smartphones são tão potentes como boa parte dos computadores presentes nos lares brasileiros. E em meio a este cenário, o quesito segurança é um fator importante para evitar possíveis problemas a médio e longo prazo.

Segundo um levantamento do Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br), as classes C e D/E já são responsáveis pelo crescimento da conectividade no Brasil, o que acaba impactando diretamente na procura e também na forma de utilizar os aparelhos celulares no dia a dia.

E para complementar a pergunta inicial deste artigo, podemos elaborar outra ainda mais pertinente: você está realmente preocupado com os dados do seu smartphone e a forma como ele pode ser exposto? Pois é, isso é sem sombra de dúvidas um dos maiores desafios para as grandes empresas de tecnologia. E será que um antivírus para celular pode resolver todos estes problemas? É isso que iremos abordar nos tópicos seguintes.

O papel dos antivírus em smartphones

antivírus para celular
Foto: Unsplash – Trinh

Para os usuários que estão mais habituados a mexer nos computadores, os antivírus são como uma espécie de um item tradicional. Para quem é da mais antiga, por exemplo, pode ter certeza que em algum momento você já deve ter procurado por opções gratuitas para deixar o seu computador mais seguro.

Podemos entender que nos smartphones essa prática ainda não é tão frequente — principalmente para os usuários mais jovens. Porém, vale sempre reforçar que um bom software de proteção pode ser sim uma opção inteligente dependendo das tarefas que você realiza no seu aparelho celular.

Os antivírus para celular desempenham um papel crítico na proteção dos dispositivos mobile, seja ele a plataforma iOS ou Android. O papel principal de um bom antivírus é identificar, prevenir e remover softwares maliciosos, como vírus, trojans, ransomware, adware e outros tipos de malware, que possam comprometer a segurança e privacidade do usuário. O ransomware, por exemplo, é um dos principais malicioso digital atualmente, e ele está em constante evolução. O artigo do Techtudo explica um pouco mais sobre isso.

Uma das maiores preocupações da sociedade digital e também das principais big techs do mercado, é sem sombra de dúvidas o vazamento de dados. Como você já deve ter observado nas principais grandes mídias do país, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), por exemplo, foi um avanço significativo para evitar possíveis problemas com vazamento de dados sensíveis. 

Como pudemos observar, com essa vasta quantidade de dados sensíveis, os aparelhos celulares se tornam alvos valiosos para hackers e criminosos cibernéticos, que buscam explorar vulnerabilidades para acessar informações privadas, instalar malwares ou roubar dados.

Antivírus para celular: 10 informações que você precisa saber!

antivírus para celular
Foto: Unsplash – Nicolas Hirajeta

É importante salientar que a proposta do antivírus para celular é semelhante a de um computador, mas não podem ser consideradas como a mesma coisa. Se você ainda está com dúvidas se realmente vale a pena instalar um software de proteção no seu dispositivo, preparamos dez informações relevantes sobre os antivírus. Vamos entender um pouco melhor sobre isso?

  1. Ampla cobertura de ameaças: Vale reforçar que os antivírus para celular não protegem apenas contra vírus, mas também contra uma ampla gama de ameaças, como trojans, ransomware, adware, phishing e outros malwares que podem comprometer a segurança do dispositivo. Portanto, se você está buscando uma camada a mais de segurança para o seu dispositivo, o antivírus pode ser uma solução a ser considerada.

  2. Escaneamento em tempo real: Os antivírus realizam escaneamentos em tempo real, examinando aplicativos, arquivos e atividades online continuamente para identificar e neutralizar possíveis ameaças antes que elas possam causar danos. É importante ponderar que o escaneamento em tempo real poderá consumir mais memória RAM do seu sistema, o que pode ser um ponto de atenção para usuários que possuem um celular mais limitado. Saiba mais sobre o papel da memória RAM no artigo do Tecnoblog.

  3. Proteção de navegação: Muitos antivírus para celular oferecem recursos de navegação segura, alertando sobre sites potencialmente perigosos e bloqueando o acesso a páginas suspeitas que possam conter ameaças Faça sempre uma pesquisa mais aprofundada sobre os principais antivírus do mercado e veja se ele oferece essa opção.

  4. Localização e proteção em caso de perda ou roubo: Alguns antivírus possuem recursos de localização remota que permitem encontrar o dispositivo perdido ou roubado. Além disso, eles oferecem a opção de limpar dados sensíveis remotamente para evitar o acesso não autorizado.

  5. Atualizações constantes: Manter o antivírus atualizado é crucial para garantir a proteção contra as mais recentes ameaças. As atualizações frequentes incluem novas definições de malware e patches de segurança para manter o dispositivo protegido. Vale destacar também que a questão de atualizações precisa ser feita como um hábito para potencializar a segurança do seu smartphone de modo geral.

  6. Impacto no desempenho do dispositivo: Alguns antivírus podem consumir mais recursos do dispositivo, que vão além da memória RAM em si, como bateria e poder de processamento, afetando o desempenho geral. Escolher um antivírus leve e eficiente é importante para minimizar esse impacto.

  7. Opções gratuitas e pagas: Existem antivírus gratuitos e versões premium disponíveis no mercado. As versões pagas geralmente oferecem recursos adicionais, como proteção em tempo real mais avançada e suporte ao cliente. Versões pagas, por exemplo, pode ser uma solução mais eficaz para usuários que buscam recursos mais aprimorados de segurança.

  8. Controle de privacidade de aplicativos: É importante entender também que alguns antivírus permitem gerenciar permissões de aplicativos, ajudando a proteger a privacidade do usuário ao controlar quais aplicativos têm acesso a dados sensíveis.

  9. Backup e segurança dos dados: Alguns antivírus oferecem serviços de backup para garantir a segurança dos dados importantes em caso de perda ou ataque de malware. Saiba como fazer backup de um celular para outro.

  10. Compatibilidade com outras ferramentas de segurança: Os antivírus para celular podem ser usados em conjunto com outras ferramentas de segurança, como firewalls e VPNs, aumentando a proteção global do dispositivo. Saiba mais sobre o que é uma VPN e para que serve.

Essas informações são essenciais para que os usuários compreendam a amplitude e os benefícios dos antivírus para celular, auxiliando na escolha da melhor opção para proteger seus dispositivos móveis contra ameaças cibernéticas.

Outro ponto primordial quando falamos em segurança digital é a sua usabilidade. Muitos usuários não são habituados a manter boas práticas de segurança, o que acaba impactando diretamente no vazamento de possíveis dados sensíveis do seu smartphone. E pensando nisso, vamos ponderar também alguns conceitos importantes que irão potencializar a segurança do seu aparelho.

A importância de adotar boas práticas de segurança

Entender se vale a pena um antivírus para celular vai além dos dados mais técnicos como citamos no tópico anterior. Ter boas práticas de segurança pode ser sim um divisor de águas para diversos usuários — mais especificamente para quem possui um aparelho com hardware limitado que não suporta diversos aplicativos.

Uma das tarefas básicas e que pode impactar diretamente na segurança do seu dispositivo é a fonte que você utiliza para baixar arquivos e aplicativos. É extremamente importante baixar aplicativos somente de lojas oficiais, como a Google Play Store ou Apple App Store. Essa simples prática reduz o risco de instalar softwares maliciosos.

As senhas também são consideradas itens primordiais quando o assunto é segurança digital. Utilizar senhas fortes e exclusivas para cada conta é vital nos dias atuais. Ativar a autenticação em dois fatores sempre que possível aumentar ainda mais o quesito segurança do seu aparelho.

Evitar clicar em links suspeitos em e-mails, mensagens ou sites desconhecidos é também uma prática importante para evitar golpes de phishing ou a instalação de malware. Você provavelmente já deve ter recebido em algum momento links duvidosos, pois é, jamais saia clicando em qualquer item que você recebe pela internet. 

Realizar verificações periódicas em busca de aplicativos suspeitos, comportamentos estranhos ou atividades não autorizadas no dispositivo é outra tarefa básica e que pode te ajudar a evitar possíveis problemas. Lembre-se de manter bons hábitos para que a integridade dos dados do seu aparelho esteja sempre assegurada. 

Podemos definir que adotar e manter essas boas práticas de segurança não só melhora a proteção do smartphone contra ameaças cibernéticas, mas também fortalece a segurança online como um todo. Essas medidas não dependem apenas do antivírus, mas sim da conscientização e atenção contínua por parte dos usuários para garantir a proteção adequada do dispositivo.

É importante ficar sempre atento! Ter cuidado ao navegar pela internet e ao executar os aplicativos é um passo essencial. Você deve estar se perguntando: mas afinal, como os vírus atingem os smartphones? É um pouco mais sobre isso que iremos detalhar no tópico seguinte.

Como o celular é infectado por um vírus?

As ameaças são introduzidas de diferentes formas e uma delas está ligada diretamente com a usabilidade do usuário. Portanto, se você é um usuário mais precavido, dificilmente terá algum problema de infecção no seu smartphone. Porém, é importante ficar atento sobre as principais formas que um vírus pode infectar um dispositivo mobile.

  • Downloads de aplicativos não verificados: Aplicativos de fontes não confiáveis podem conter códigos maliciosos. 

  • Navegação em sites suspeitos: Sites comprometidos ou não seguros podem conter links ou scripts maliciosos que tentam explorar vulnerabilidades do dispositivo. Geralmente isso ocorre em sites que oferecem conteúdos piratas. Portanto, é sempre importante verificar a integridade do seu antes de sair clicando em links indevidos.

  • Phishing: E-mails, mensagens ou links fraudulentos que tentam enganar o usuário para revelar informações confidenciais. Saiba mais sobre o que é phishing no artigo da Hostinger.

Embora os antivírus sejam vitais na defesa contra ameaças digitais, é importante ressaltar que eles não são uma solução definitiva. A segurança cibernética é uma abordagem em camadas, e os antivírus são apenas uma parte dela. 

Como vimos no tópico anterior, adotar boas práticas de segurança pode ser uma solução extremamente valiosa. Aqui em nossa redação, por exemplo, estamos sempre municiados de boas práticas e estamos também por dentro do mundo da segurança digital. Lembre-se de efetuar atualizações regulares do sistema, uso de fontes confiáveis para download de aplicativos, cuidados com links suspeitos e senhas fortes. Essas práticas podem parecer simples, mas são essenciais para manter a segurança do smartphone.

Mas afinal, vale a pena investir em um antivírus para celular?

antivírus para celular
Foto: Unsplash – Trinh

E para responder essa pergunta, podemos dizer que tudo irá depender da sua forma de utilizar o smartphone. Se você é um usuário mais leigo no assunto de segurança digital e está começando agora a executar os principais aplicativos, um bom antivírus pode ser sim uma solução interessante. 

Por outro lado, se você é um usuário que está sempre atento às boas práticas de segurança, um antivírus não é necessariamente obrigatório. Além disso, se o seu aparelho for mais antigo e com pouca memória RAM, o antivírus poderá consumir boa parte do armazenamento, ocasionando possíveis lentidão ao iniciar os principais aplicativos.

Podemos concluir que a decisão de utilizar um antivírus para celular é individual e depende das necessidades e preferências do usuário. Contudo, considerando a quantidade cada vez maior de informações pessoais armazenadas nos smartphones e os riscos crescentes de ataques cibernéticos, investir em um antivírus pode ser uma medida prudente para garantir uma camada adicional de segurança — principalmente para os usuários mais preocupados com o quesito dos seus dados.

A combinação entre um bom antivírus, práticas sólidas de segurança e a consciência sobre os riscos cibernéticos oferece a melhor proteção para os smartphones na era digital. Essa é uma solução interessante e que pode ajudar diversos usuários ao redor do mundo tecnológico.

Gostou do nosso artigo? Então continue ligado! Diariamente, postamos conteúdos sobre tecnologia e marketing digital, elementos essenciais para elevar a sua produtividade. Assine a nossa Newsletter e receba conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail.

Últimos Posts

Categorias

Últimas Postagens

Stories Mais Vistos

Receba Newsletter

Insira o seu e-mail e receba dicas, novidades e informações sobre Tecnologia e Marketing Digital.

Redes Sociais