blog sobre marketing digital e tecnologia
Search
Close this search box.

Autenticação de dois fatores: Tudo o que você precisa saber para deixar o seu celular mais protegido

Entenda o que é autenticação de dois fatores e conheça os principais aplicativos para ativar este recurso no seu smartphone.
autenticação de dois fatores

Quando o assunto é conectividade e dispositivos móveis, o conceito segurança não pode ser deixado de fora. Muitos usuários passam horas mexendo no smartphone, mas esquecem de aplicar conceitos básicos para potencializar a segurança do seu aparelho, e uma das técnicas mais eficazes atualmente é a autenticação de dois fatores.

No começo deste ano, recebemos mensagens de leitores perguntando sobre como proteger a conta do Instagram e evitar possíveis vazamentos de dados sensíveis. E para responder essa pergunta, podemos considerar dois itens primordiais: a segurança do dispositivo que você está utilizando e também as boas práticas de uso.

Como sabemos, a tecnologia está em constante evolução. Da mesma forma que ela cresce para facilitar o nosso dia a dia, infelizmente existem pessoas buscando técnicas para obter dados pessoais e compartilhar em locais obscuros que a vasta rede de computadores nos oferece.

Em meio a esta realidade, decidimos preparar este artigo para que você possa compreender da forma mais detalhada possível sobre o que é autenticação de dois fatores e como isso pode ser aplicado no seu smartphone. Portanto, se você se preocupa com a segurança do seu aparelho, é importante se atentar a cada tópico que iremos abordar ao longo deste texto.

O que é autenticação de dois fatores?

A Autenticação de Dois Fatores (2FA) é um método de segurança que requer dois componentes distintos para verificar a identidade de um usuário antes de permitir o acesso a uma conta, serviço ou dispositivo. Ele adiciona uma camada extra de proteção além das senhas convencionais.

Você provavelmente já deve ter se deparado com este recurso no WhatsApp, pois é, este recurso foi inserido no aplicativo e vem sendo um ponto primordial para evitar possíveis clonagens do aparelho. O artigo do Tecnoblog, por exemplo, explica em detalhes sobre este recurso no aplicativo WhatsApp.

A ideia por trás da 2FA é combinar pelo menos dois desses fatores para confirmar a identidade do usuário. Por exemplo, ao ativar a 2FA em uma conta online, o usuário normalmente insere sua senha (algo que ele sabe) e, em seguida, recebe um código temporário em seu dispositivo móvel (algo que ele possui) para completar o processo de autenticação.

Uma das principais vantagens da autenticação de dois fatores é que mesmo que uma senha seja comprometida, os hackers ainda precisam do segundo fator (geralmente um dispositivo físico ou uma informação que apenas o usuário teria acesso) para acessar a conta. Este recurso torna muito mais difícil para invasores acessarem ilegalmente informações pessoais e contas online.

Aqui em nossa redação, por exemplo, já tentaram invadir o nosso WhatsApp para obter dados sensíveis e graças a tecnologia de autenticação de dois fatores, o procedimento foi encerrado de forma imediata.

É importante entender também que este recurso não se limita apenas aos aplicativos de mensagens. A autenticação de dois fatores vêm ganhando espaço no mercado digital e contempla uma gama de serviços nos quais oferecem este recurso, como: e-mails, redes sociais, serviços bancários online e muitos outros.

Para facilitar o dia a dia do usuário, a autenticação de dois fatores no celular pode ser facilmente ativada com auxílio de aplicativos. É sobre isso que iremos explicar no tópico seguinte.

Aplicativos para habilitar a autenticação de dois fatores

autenticação de dois fatores
Foto: Unsplash – NordWood Themes

Os aplicativos estão cada vez mais evidentes em nosso dia a dia. Segundo um levantamento realizado pela Comscore, os usuários têm passado mais tempo conectados a internet a partir dos seus smartphones, e isso ilustra a necessidade de manter o aparelho devidamente protegido. Preparamos os principais aplicativos para você habilitar hoje mesmo a autenticação de dois fatores.

  • Google Authenticator: Desenvolvido pelo Google, este aplicativo é simples de usar e eficaz na geração de códigos de autenticação em tempo real. Ele é amplamente compatível com serviços online que suportam a autenticação de dois fatores. Com a nova atualização que saiu no começo deste ano, é possível fazer um backup dos sistemas utilizados para evitar possíveis dores de cabeça na perda dos números autenticados.

  • Authy: Uma vantagem do Authy é sua capacidade de sincronização entre dispositivos, permitindo que os códigos sejam acessados de diferentes aparelhos. Além disso, este aplicativo oferece um recurso de backup seguro, garantindo que você não perca o acesso em caso de perda ou troca de dispositivo.

  • Microsoft Authenticator: Especialmente útil para contas Microsoft, este aplicativo oferece suporte à autenticação biométrica, como reconhecimento facial ou de impressão digital, proporcionando uma camada adicional de segurança. Aqui em nossa redação, por exemplo, utilizamos este aplicativo por dois meses como testes e ele apresentou uma performance bastante satisfatória pela sua proposta.

  • LastPass Authenticator: Já o LastPass é capaz de se integrar com o gerenciador de senhas, oferecendo uma solução completa de segurança para gerenciamento de senhas e autenticação de dois fatores. Assim como o Google Authenticator, este aplicativo oferece uma interface intuitiva, o que pode ser um diferencial para usuários mais leigos no assunto.

  • OTP Auth: Este aplicativo é altamente versátil, suportando uma ampla variedade de serviços de autenticação de dois fatores. Ele permite que você armazene e gerencie facilmente seus códigos de verificação em um só lugar.

Como pudemos observar, a autenticação de dois fatores pode ser simplificada por meio de aplicativos fáceis de utilizar. É importante entender também que não existe o mais ou menos eficaz. É essencial fazer um teste e observar aquele que irá te auxiliar de forma mais intuitiva ao longo do seu dia a dia.

Lembre-se: ao adotar essas ferramentas de dois fatores, você pode reforçar significativamente a segurança de suas informações pessoais, dificultando o acesso não autorizado, mesmo que as senhas sejam comprometidas. Além disso, jamais deixe de lado o quesito boas práticas. Ele também será o grande diferencial quando o assunto é proteção de dados.

A importância de adotar boas práticas

autenticação de dois fatores
Foto: Unsplash – Charlz Gutiérrez

A autenticação de dois fatores é um recurso essencial nos dias atuais — e tem tudo para ser nos próximos anos. Porém, não adianta nada utilizar os melhores aplicativos se você não tiver boas práticas de uso. Ter boas práticas de segurança para dispositivos móveis vai além de simplesmente proteger o aparelho físico, envolve a salvaguarda de dados sensíveis e informações pessoais armazenadas nele. Preparamos também alguns aspectos cruciais das boas práticas de segurança para proteger o celular:

  • Atualizações regulares: Manter o sistema operacional e os aplicativos atualizados é crucial. As atualizações frequentemente incluem patches de segurança que corrigem falhas conhecidas, tornando o dispositivo menos vulnerável a ataques.

  • Senhas fortes e únicas: Utilize senhas fortes e exclusivas para desbloquear o dispositivo e para acessar aplicativos sensíveis. Evite senhas óbvias e fáceis de adivinhar, optando por combinações complexas de letras, números e símbolos.

  • Autenticação biométrica: Quando disponível, use a autenticação biométrica, como reconhecimento facial ou de impressão digital. Esses métodos são mais difíceis de serem replicados por terceiros.

  • Redes Wi-Fi seguras: Evite conectar-se a redes Wi-Fi públicas e não seguras, pois elas podem ser alvos fáceis para hackers. Prefira usar uma conexão VPN (Rede Privada Virtual) ao se conectar a redes públicas para criptografar seus dados. Entenda mais sobre o que é uma VPN e para que serve.

  • Instalação de aplicativos confiáveis: Baixe aplicativos somente de fontes confiáveis, como lojas oficiais de aplicativos (Google Play Store ou App Store da Apple). Verifique as permissões de acesso que os aplicativos solicitam antes de instalá-los.

  • Backup regular de dados: Faça backups regulares dos dados do seu celular em um local seguro, seja em um serviço de armazenamento em nuvem confiável ou em um dispositivo externo. Essa prática ajuda a recuperar informações em caso de perda, roubo ou falha do dispositivo. Saiba como fazer backup de um celular para o outro.

  • Proteção contra roubo ou perda: Ative recursos de localização e bloqueio remoto do seu dispositivo. Essas opções podem ajudar a localizar o telefone em caso de perda e a proteger os dados caso seja roubado.

É claro que existem outros métodos para elevar as boas práticas de uso do seu smartphone. Porém, ao seguir essas mencionadas, pode ter certeza que dificilmente você terá algum problema com vazamento de dados sensíveis. 

É importante também desconfiar de links aleatórios que você recebe em aplicativos de mensagens, como o WhatsApp e Telegram, por exemplo. Verifique sempre a fonte de informação e não saia abrindo e-mails duvidosos. #FicaaDica.

Pontos de atenção ao ativar a autenticação de dois fatores

Para os usuários mais leigos no assunto de segurança, é importante entender também que a autenticação de dois fatores pode causar um problema caso você venha perder o dispositivo no qual ele foi sincronizado os aplicativos, portanto, é importante ficar ligado nos erros mais comuns que muitos usuários passam ao ativar este recurso.

Sempre defina um método de recuperação alternativo. Caso você perca acesso ao dispositivo ou ao segundo fator de autenticação, é fundamental ter um processo de recuperação estabelecido para evitar o bloqueio de acesso à conta. Ter um smartphone de backup, por exemplo, pode ser uma solução interessante.

Evite armazenar os códigos de autenticação em locais acessíveis a terceiros. Eles devem ser tratados com a mesma confidencialidade que suas senhas, pois concedem acesso à sua conta, mesmo sem a senha principal.

O backup é sem dúvidas um alicerce quando estamos embarcados no mundo tecnológico, portanto, faça o backup dos códigos de recuperação gerados durante a configuração da 2FA ou vincule mais de um dispositivo para receber os códigos. De modo geral, o backup correto evita a situação em que você fica impossibilitado de acessar a conta devido à perda do dispositivo principal ou dos códigos de verificação.

A configuração é outro ponto de atenção importante — principalmente para usuários que estão começando agora a se preocupar com a segurança digital. É sempre importante configurar corretamente a autenticação de dois fatores para cada conta. Algumas contas podem ter opções específicas ou métodos de implementação diferentes, portanto, familiarize-se com as configurações e as opções disponíveis.

Faça testes! Sim, o mundo tecnológico nem sempre será mil maravilhas, portanto, o teste é um passo importante para que você não sofra possíveis problemas no futuro. Teste o processo de login em suas contas para garantir que tudo esteja configurado corretamente e funcionando conforme o esperado.

Estar atento a esses temas ajudará a tornar sua experiência com a 2FA mais segura e confiável. Vale destacar também que a tecnologia está em constante evolução, portanto, é essencial acompanhar as tendências do mercado e aplicar de forma recorrente nos seus dispositivos mobile.

Conclusão

autenticação de dois fatores
Foto: Unsplash – Camilo Jimenez

Podemos concluir que a autenticação de dois fatores pode ser a base para evitar possíveis problemas com o seu celular, como a questão de clonagem, por exemplo. É um recurso que vem ganhando popularidade no cenário tecnológico e que nem todos os usuários brasileiros estão habituados a ativar o recurso dois fatores. 

Como escrevemos no começo deste texto, os dois fatores já nos salvaram de possíveis fraudes e atualmente, utilizamos este recurso em todos os dispositivos que temos aqui na redação, até mesmo nos aparelhos pessoais. Afinal, o procedimento é simples e evita enormes dores de cabeça, como o vazamento de dados sigilosos.

De modo geral, podemos definir a  autenticação de dois fatores no celular como uma camada adicional de segurança essencial para proteger nossos dados em um mundo digital cada vez mais vulnerável. Com o crescente número de ameaças, adotar medidas proativas, como o uso de aplicativos de autenticação de dois fatores e boas práticas de segurança, é crucial para manter nossas informações pessoais seguras. Atrelar boas práticas de segurança com uma camada extra de segurança pode ser o divisor de águas no mundo tecnológico atual.

Gostou do nosso artigo sobre a autenticação de dois fatores? Então fique sempre ligado! Diariamente, postamos conteúdos relacionados a tecnologia e marketing digital, elementos primordiais para elevar a sua produtividade. Assine a nossa Newsletter e receba conteúdos exclusivos diretamente no seu e-mail. O procedimento é simples e totalmente gratuito. Você não vai ficar de fora, né?! 🙂

Últimos Posts

Categorias

Últimas Postagens

Stories Mais Vistos

Receba Newsletter

Insira o seu e-mail e receba dicas, novidades e informações sobre Tecnologia e Marketing Digital.

Redes Sociais