blog sobre marketing digital e tecnologia
Search
Close this search box.

GTX 1050 Ti 4GB é uma boa opção para editar vídeos profissionais? Entenda em detalhes sobre o funcionamento desta placa de vídeo

Conheça os principais pontos positivos e negativos ao utilizar a GTX 1050 Ti 4GB para editar vídeos profissionais.
GTX 1050 Ti 4GB

Como vocês navegantes do nosso site já sabem, a equipe da Digitalmente Tech é apaixonada por tecnologia e marketing digital. Atualmente, temos em nosso computador principal uma GTX 1050 Ti 4GB e trabalhamos de forma árdua com este modelo de placa de vídeo. Para muitos usuários que querem investir em um PC para editar os seus conteúdos de forma profissional, uma das questões é sobre qual placa de vídeo escolher. E pensando nisso, decidimos contar um pouco mais sobre a nossa experiência com o modelo 1050 TI de 4GB da MSI.

Aqui em nossa redação, montamos este computador no início deste ano. O nosso setup não é o mais parrudo do mercado, porém, já adiantamos que ele está dando conta do recado e com sobra! Atualmente, temos uma placa mãe H610 da Gigabyte, Core i5 12400F, contamos também com 32GB de memória RAM operando em 3200Mhz, SSD NVME de 500GB e uma placa de vídeo GTX 1050 Ti 4G da marca MSI.

Para muitos usuários mais hardcore, este setup pode parecer básico, mas o grande destaque para a nossa rotina diária é sem dúvidas a placa de vídeo e o processador core i5 de décima segunda geração da Intel. Utilizamos de forma massiva o computador para editar vídeos curtos para alguns clientes, utilizamos o PC para as tarefas mais básicas como escrita e edição de áudio e também utilizamos para edição de motion e ilustração nos softwares After Effect e Illustrator da Adobe. E podemos garantir: o desempenho é incrivelmente satisfatório e fluido!

Mas é no quesito edição de vídeo que iremos nos aprofundar neste artigo. Recebemos mensagens de alguns leitores perguntando se GTX 1050 Ti 4GB é uma boa opção para editar vídeos e como é o seu desempenho na hora de renderização. Portanto, se você está pensando em investir neste modelo de placa de vídeo para editar os seus conteúdos de forma mais profissional, é essencial acompanhar em detalhes todos os tópicos abordados neste texto.

O mercado de edição de vídeo e a relevância do marketing digital

GTX 1050 Ti 4GB
Foto: Unsplash – Sanjeev Nagaraj

Antes de nos aprofundarmos sobre como é editar vídeos na GTX 1050 Ti 4GB, é importante contextualizarmos sobre o atual cenário do mercado de edição de vídeos e como o marketing digital impacta diretamente nesta área.

Podemos citar como o exemplo para este crescimento, a pandemia da Covid-19. Durante um dos períodos mais complicados para a nossa era moderna, muitos empreendedores começaram a buscar soluções para continuar vendendo os seus serviços e o marketing digital foi a principal válvula de escape para muitas empresas de diversos tamanhos. É a partir daí que o mercado de edição de vídeo começou a ganhar um movimento significativo para a nossa atual realidade.

Um bom editor de vídeo dificilmente ficará sem trabalhar. Ao abrirmos as redes sociais, seremos impactados de forma imediata por anúncios publicitários em vídeo. E sim, isso é uma tendência que irá se permear por um bom tempo, afinal, estudos já comprovam que a conversão é maior quando o criativo é em vídeo. Ou seja, os usuários já estão habituados com este formato e preferem consumir vídeos ao invés de imagens estáticas, segundo um levantamento realizado pelo Getty Images e divulgado no Estado de Minas.

Compreender este atual momento do mercado publicitário é essencial para quem busca mergulhar no mercado audiovisual. Afinal, tudo irá girar em torno de uma conversão específica. Seja para gerar uma venda, incentivar o usuário a se inscrever em uma lista de e-mail, baixar algum material informativo, etc. Não importa o objetivo, o conteúdo em vídeo já é uma realidade consolidada para os usuários brasileiros.

Além de entender sobre esta tendência, é essencial ter um computador compatível e responsivo com as tarefas mais “brutas” de edição e pós edição de um vídeo profissional. Afinal, não adianta você ter conhecimento sobre a realidade mercadológica se você não possui uma configuração ideal para tirar as ideias do papel, não é mesmo? Vamos entender melhor sobre isso?

A importância do hardware na edição de vídeo profissional

GTX 1050 Ti 4GB
Foto: Unsplash – Christian Wiediger

É quase inviável pensarmos apenas na GTX 1050 Ti 4GB sem antes considerarmos o computador como um todo. Como já apresentamos anteriormente, o nosso computador é equipado com uma configuração suficiente para as nossas principais tarefas. Porém, é importante sempre se atentar às suas necessidades e objetivos ao montar/comprar o seu computador.

Para quem ainda não está muito familiarizado com o setup necessário para editar vídeos com qualidade, iremos reforçar o que é preciso considerar no quesito hardware para que você possa ter um direcionamento mais refinado na hora de montar o seu PC para edição.

  • Processador: Um processador de médio a alto desempenho da série Ryzen ou Core i5/i7 da Intel é uma escolha sólida. Isso garantirá que o CPU não seja um gargalo durante a edição. Como você já sabe, o nosso processador é o Core i5 12400F e ele dá conta do recado de forma fluida. Saiba mais sobre o Core i5 12400F no artigo da Adrenaline.

  • Memória RAM: Não adianta ter o melhor processador do mercado se você não considerar o investimento em uma boa memória RAM para execução de tarefas mais complexas, como a edição de vídeo, por exemplo. Recomenda-se pelo menos 16 GB de RAM, mas 32 GB ou mais podem ser ainda melhores para lidar com projetos mais complexos e manter um desempenho fluido.

  • Armazenamento: Para muitos usuários, o bom e velho HDD mecânico é ainda um xodó. Porém, a tecnologia está em constante evolução e os novos HDs SSD estão mais acessíveis e oferecem velocidades superiores aos tradicionais discos rígidos. Portanto, use um SSD de alta velocidade para armazenar seu sistema operacional, aplicativos de edição e projetos em andamento. E para o arquivo mais bruto, um HDD de grande capacidade pode ser adicionado para armazenamento de longo prazo. Entenda mais sobre o armazenamento SSD no artigo do Techtudo.

  • Software para edição: O software para edição de vídeos profissionais é outro item essencial. Afinal, não adianta nada investir em uma GTX 1050 Ti 4GB ou em qualquer outra placa de vídeo sem ter um software compatível para esta finalidade. Podemos citar os mais tradicionais, como: Adobe Premiere Pro, DaVinci Resolve ou Final Cut Pro. 

  • Monitor de qualidade: O monitor é outro equipamento primordial para elevar o seu processo de edição de vídeo. Um monitor calibrado com precisão permite visualizar cores e detalhes com precisão, garantindo que seu trabalho final seja de alta qualidade. Para muitos usuários, utilizar o televisor como um monitor pode ser uma boa opção. Saiba como utilizar a TV como monitor para as suas edições de vídeo.

Além desses itens, a placa de vídeo é outro elemento chave para criar e editar vídeos com qualidade. E como estamos falando da GTX 1050 Ti 4GB, essa placa pode ser uma solução interessante para quem está com a grana mais apertada, mas busca uma boa opção para editar vídeos com maior fluidez. Vamos entender melhor?

GTX 1050 Ti 4GB é uma boa opção para editar vídeos?

GTX 1050 Ti 4GB
Foto: Unsplash – Andrey Matveev

Esta placa de vídeo da NVIDIA é conhecida por seu desempenho decente em jogos mais antigos que rodam na resolução Full HD, mas será que ela atende às demandas da edição de vídeo? É isso que iremos abordar nos seus pontos positivos e negativos.

Pontos positivos:

  • Custo-benefício: Uma das principais vantagens da GTX 1050 Ti 4GB é seu custo relativamente mais baixo em comparação com placas de vídeo de última geração. Isso a torna uma opção atraente para aqueles que desejam entrar na edição de vídeo sem gastar uma fortuna em hardware. Até a data de lançamento deste artigo, é possível encontrar o modelo por volta de R$1200,00 a R$1600,00 dependendo da sua cidade e loja disponível. Por isso, é sempre importante fazer uma pesquisa mais aprofundada antes de efetuar a compra.

  • Hardware de codificação/decodificação: A GTX 1050 Ti 4GB oferece suporte a tecnologias de codificação e decodificação de vídeo, como a NVIDIA NVENC. Isso pode acelerar a reprodução e exportação de vídeos, tornando o processo de edição mais eficiente. Entenda mais sobre a NVIDIA NVENC no próprio artigo da fabricante.

  • Resoluções moderadas: Para projetos de edição de vídeo em resoluções comuns, como 1080p (Full HD) ou até mesmo 1440p (2K), a GTX 1050 Ti 4GB geralmente é capaz de lidar com a carga de trabalho sem grandes problemas. Isso a torna adequada para muitos projetos, especialmente para criadores de conteúdo iniciantes. Saiba mais sobre as principais diferenças entre 4K e Full HD.

  • Uso eficiente de energia: A placa de vídeo consome menos energia em comparação com modelos de alto desempenho, o que resulta em menos calor gerado e menor consumo de eletricidade. Este fator pode ser uma consideração importante para quem busca eficiência energética.

Pontos negativos:

  • Limitações de desempenho em vídeos 4K: Ao lidar com vídeos em 4K ou projetos que envolvem múltiplas camadas de efeitos visuais e transições complexas, a GTX 1050 Ti 4GB pode começar a mostrar suas limitações. A reprodução e a edição em 4K podem não ser tão suaves quanto o desejado.

  • Futuro-Proofing limitado: À medida que as demandas de edição de vídeo continuam a evoluir com resoluções mais altas, taxas de quadros mais rápidas e efeitos visuais mais intensos, a GTX 1050 Ti 4GB pode se tornar obsoleta mais rapidamente em comparação com placas de vídeo mais modernas. Portanto, se você planeja expandir suas habilidades de edição e trabalhar em projetos mais exigentes no futuro, pode ser necessário considerar uma atualização de hardware.

  • Limitações em aplicativos pesados: Para aplicativos de edição de vídeo extremamente intensivos, como edição 3D ou projetos com renderização complexa, a GTX 1050 Ti 4GB pode não oferecer o desempenho necessário para manter um fluxo de trabalho eficiente.

Considerar os principais pontos positivos e negativos é essencial antes de fazer o investimento. Vale salientar que a decisão irá se basear basicamente nas necessidades de cada usuário. Para nós que não utilizamos recursos em 4K, GTX 1050 Ti 4GB para edição de vídeo está sendo bastante produtiva. Além disso, é importante considerar o hardware que irá compor o seu setup. Balancear a placa de vídeo com um bom processador e uma boa memória RAM, é uma estratégia inteligente e que poderá maximizar os seus resultados.

Lembre-se de que o hardware é apenas uma parte do conjunto de habilidades necessárias para produzir vídeos de alta qualidade; o conhecimento de software e as habilidades de edição desempenham um papel igualmente crucial em seu sucesso como editor de vídeo. E se você está buscando outras variações para editar vídeos, fique ligado no artigo sobre computador para edição de vídeo.

E se você ainda está com dúvidas se a GTX 1050 Ti 4GB para edição de vídeo é ainda uma boa opção, deixamos também o vídeo do canal Lucas Mendes, onde ele mostra em detalhes o desempenho da 1050 Ti no programa Adobe Premiere Pro. Vale a pena dar uma conferida e tirar as suas próprias conclusões.

Conclusão

Como vimos, o mercado de edição de vídeos está em alta no Brasil, e para ter bons resultados neste mercado, não basta apenas ter expertise, mas também, um bom computador para suprir os recursos de renderização de vídeo. Como sabemos, investir em um computador apropriado para edição de vídeo, pode ser uma tarefa complicada para muitos usuários, porém, é possível ter resultados satisfatórios investindo em uma placa de vídeo que possui um bom custo-benefício pelo o que ela entrega, e a GTX 1050 Ti 4GB, ainda é uma opção a ser considerada.

É sempre importante salientar que este modelo de placa pode ser considerado defasado, mas para as tarefas de edição de vídeos em Full HD e para usuários nem tão exigentes, este modelo de placa de vídeo é bastante flexível e ainda possui suporte pela NVIDIA. Durante a redação deste artigo, recebemos a última atualização de software e isso é um ponto bastante significativo para quem produz conteúdos para a internet.

Vale salientar que nem tudo é perfeito e isso é normal em meio ao mercado tecnológico. Portanto, é importante estar ciente das limitações da placa, especialmente ao lidar com vídeos em 4K e projetos mais complexos. À medida que suas habilidades de edição e a demanda por qualidade aumentam, você pode precisar considerar uma atualização para uma placa de vídeo mais moderna e robusta.

Por fim, podemos concluir que a escolha da placa de vídeo para edição de vídeo depende de suas necessidades individuais e orçamento. Avalie suas metas e projetos específicos antes de tomar uma decisão. Lembre-se também de que o hardware é apenas uma parte da equação; ter habilidades sólidas de edição e conhecimento de software é igualmente importante para produzir vídeos de alta qualidade.

Gostou do nosso artigo? Continue ligado em nosso site! Postamos conteúdos diariamente para que você possa aproveitar o que há de melhor no mundo da tecnologia e do marketing digital. Tudo o que você precisa saber para evidenciar o seu negócio e dar um passo a mais nas suas produtividades. Assine a nossa Newsletter e confira em primeira mão as melhores dicas e novidades desta área. 🙂

Últimos Posts

Categorias

Últimas Postagens

Stories Mais Vistos

Receba Newsletter

Insira o seu e-mail e receba dicas, novidades e informações sobre Tecnologia e Marketing Digital.

Redes Sociais