blog sobre marketing digital e tecnologia
Search
Close this search box.

Monitor Ultrawide vale a pena? 10 itens essenciais que você precisa saber sobre a tecnologia Ultrawide

Confira a nossa experiência com um monitor Ultrawide e entenda para quais situações este modelo é recomendado.
monitor ultrawide vale a pena

Investir em um monitor Ultrawide vale a pena? Essa é uma das perguntas que recebemos diariamente via e-mail. Uma das principais recomendações que enviamos para os nossos leitores está interligada diretamente com as suas necessidades. 

Como já sabemos, a tecnologia e os aparelhos eletrônicos em si estão em constante evolução. Para quem está pensando em adquirir um monitor para realizar tarefas básicas ou até mesmo as mais complexas, é importante entender que a tecnologia de hoje dificilmente será a de amanhã. E este avanço é normal, ele faz parte do mundo tecnológico.

No meio deste ano, adquirimos um monitor Ultrawide para realizar testes e entender um pouco mais sobre a sua performance durante as nossas tarefas. De lá para cá, testamos diversos programas, como: edição de texto, vídeo, áudio e conteúdos multimídia, como o VLC, por exemplo. De modo geral, a experiência vem sendo interessante, mas precisamos ponderar algumas questões relevantes.

Se você está pensando em adquirir um novo monitor e está curioso para saber se o monitor Ultrawide vale a pena, é essencial conferir em detalhes os tópicos que iremos explicar neste artigo. Temos a certeza que as informações serão primordiais para que você possa tomar uma decisão assertiva. 

O que é um monitor Ultrawide?

monitor ultrawide vale a pena
Foto: Unsplash – Joshua Kettle

Um monitor Ultrawide é um tipo de tela de computador que se destaca por sua proporção de aspecto mais ampla do que os monitores tradicionais. Enquanto os monitores convencionais possuem uma proporção de aspecto de 16:9 (16 unidades de largura para 9 unidades de altura), os monitores ultrawide apresentam proporções que variam geralmente de 21:9 a 32:9, proporcionando uma experiência de visualização mais expansiva. Entenda um pouco mais sobre o conceito de proporção de tela visitando o artigo do Canaltech.

Para os usuários mais exigentes e que querem explorar as novidades da tecnologia, este tipo de proporção de tela pode ser um grande diferencial. Em nossa experiência, por exemplo, este formato vem sendo bastante significativo para as nossas tarefas, além de ganhar mais autonomia na disposição dos programas que estão sendo executados no computador.

Vale destacar também que essa diferença na proporção de aspecto resulta em uma tela mais larga, oferecendo mais espaço horizontal para exibir conteúdo. Em vez de ter uma tela mais quadrada ou retangular como nos monitores regulares, os monitores Ultrawide têm uma extensão horizontal significativamente maior, o que pode ser comparado a ter dois monitores tradicionais lado a lado em um único painel.

Na nossa redação, utilizamos bastante os programas de edição de texto e de áudio. Com uma tela mais larga, a produção ficou mais flexível, pois é possível fazer cortes no áudio e fazer as transcrições em uma única paisagem — o que facilita bastante ao longo do nosso dia.

Os monitores no formato Ultrawide geralmente possuem alta resolução para garantir a nitidez e detalhamento das imagens exibidas, proporcionando uma experiência visual imersiva e mais envolvente para o usuário. Além disso, alguns modelos vêm com uma curvatura na tela, o que pode ajudar a envolver mais o campo de visão do usuário, oferecendo uma experiência ainda mais imersiva. O nosso modelo possui resolução Full HD, mas é possível encontrar diversos modelos, chegando até na resolução 8K.

Para entendermos melhor se um monitor Ultrawide vale a pena, preparamos também dez informações essenciais que precisam ser ponderadas na hora de escolher um modelo. Vamos entender um pouco melhor sobre isso?

10 coisas que você precisa saber sobre a tecnologia Ultrawide

  1. Proporção de aspecto ampliado: Como vimos até aqui, a principal característica dos monitores ultrawide é sua proporção de aspecto mais larga do que os monitores tradicionais (geralmente de 21:9 a 32:9). De modo geral, isso proporciona mais espaço horizontal na tela, ideal para visualizar conteúdo de forma mais ampla. Se você busca mais produtividade nas suas tarefas, talvez este fato seja um dos mais relevantes na hora de tomar uma decisão.

  2. Imersão visual aprimorada: Os monitores Ultrawide oferecem uma experiência visual mais imersiva, especialmente em atividades como gaming, edição de vídeo e design gráfico. A amplitude da tela cria uma sensação de envolvimento maior com o conteúdo exibido.

  3. Resolução aprimorada: Geralmente, os monitores ultrawide possuem alta resolução para garantir a nitidez e detalhamento das imagens, resultando em uma qualidade visual superior.

  4. Curvatura da tela opcional: Alguns modelos apresentam uma curvatura sutil na tela para proporcionar uma experiência mais envolvente, ajudando a envolver melhor o campo de visão do usuário. Saiba mais sobre os monitores curvos no artigo do Tecmundo.

  5. Conectividade versátil: A conectividade é sem dúvidas um dos itens essenciais em um monitor. Portanto, verificar as opções de conectividade é crucial, pois as suas tarefas estão ligadas diretamente no quesito conectividade. Certifique-se de que o monitor oferece as portas necessárias, como HDMI, DisplayPort, USB, entre outras, para conectar seus dispositivos.

  6. Taxa de atualização: Se você é um jogador, a taxa de atualização do monitor é essencial. Uma taxa de atualização mais alta resulta em imagens mais suaves e responsivas, proporcionando uma experiência de jogo mais fluida. Entenda mais sobre o que é taxa de atualização de tela.

  7. Diferentes tecnologias de painel: Fique atento! Os monitores Ultrawide podem utilizar diferentes tecnologias de painel, como IPS (In-Plane Switching) e LCD (Liquid Crystal Display), cada uma com suas próprias vantagens em termos de qualidade de imagem, ângulos de visão e reprodução de cores. Saiba mais sobre os tipos de tela no artigo do Tecnoblog.

  8. Qualidade de imagem – Brilho e contraste: Avaliar os níveis de brilho e contraste é crucial para uma experiência visual satisfatória, especialmente em ambientes iluminados.

  9. Avaliação de custo-benefício: Tenha em mente que os monitores Ultrawide geralmente são mais caros do que os monitores tradicionais. Avalie os recursos oferecidos em relação ao preço para garantir que o investimento atenda às suas necessidades. É interessante definir um orçamento flexível para adquirir um monitor que irá atender às suas necessidades.

  10. Compatibilidade com hardware existente: Verifique também se o seu hardware, como placa de vídeo e outros componentes do computador, é compatível com a resolução e taxa de atualização do monitor Ultrawide que você deseja adquirir. Afinal, não adianta nada ter um bom monitor se o seu PC não suportar essa tecnologia.

Podemos considerar que esses pontos são cruciais para compreender a tecnologia dos monitores Ultrawide e para tomar uma decisão informada ao escolher o modelo mais adequado às suas necessidades e preferências específicas.

O vídeo do canal Diolinux, por exemplo, explica um pouco mais sobre as características técnicas de um monitor Ultrawide. Vale a pena dar uma conferida!

Pontos de atenção na compra de um monitor Ultrawide

Entender se um monitor Ultrawide vale a pena ou não, vai além de uma simples resposta. Como já expliquei no começo deste artigo, para as nossas tarefas, este tipo de tela vem se comportando muito bem — afinal, já estamos utilizando por quase meio ano.

É comum que você ainda tenha desconfianças na hora de migrar ou ir direto para a tecnologia Ultrawide. Porém, preparamos também alguns pontos de atenção que devem ser levados em consideração.

O espaço físico, por exemplo, é um item que precisa de atenção. Saiba que monitores Ultrawide geralmente têm tamanhos maiores do que os monitores tradicionais, portanto, é importante reservar um espaço suficiente em sua mesa ou área de trabalho para acomodar o tamanho do monitor sem restrições.

Se você está com a grana curta e esta tecnologia não irá atender completamente às suas necessidades, talvez não seja o melhor momento. Considere seu orçamento e analise o custo em relação aos recursos oferecidos para determinar se vale o investimento. Em uma rápida pesquisa que realizamos até o fechamento deste artigo, os modelos Ultrawide estão um pouco mais caros que os modelos tradicionais.

Quando falamos em aparelhos eletrônicos de modo geral, o quesito garantia também é um item que jamais poderá ser desconsiderado, afinal é o seu investimento que está sendo aplicado. Verifique a política de garantia e o suporte pós-venda oferecido pelo fabricante. Ter um bom suporte em caso de problemas futuros pode ser valioso.

O propósito do uso é outro elemento chave para entender se um monitor Ultrawide vale a pena. Seja para gaming, trabalho criativo ou uso geral, escolha um monitor que atenda às suas necessidades específicas e ofereça os recursos desejados para suas atividades. E é um pouco sobre o tipo de uso que iremos explicar um pouco melhor no tópico seguinte.

Em quais situações é recomendada a utilização de um monitor Ultrawide?

monitor ultrawide vale a pena
Foto: Unsplash – Luke Peters

O usuário é o norteador central na hora de executar as principais tarefas no computador. Este fator é básico, mas muitos usuários deixam de fora na hora de comprar novos equipamentos. Para um monitor Ultrawide, isso é bastante relevante, pois o perfil pode variar de pessoa para pessoa. 

De qualquer forma, preparamos também algumas das principais situações que é recomendada a utilização de um monitor Ultrawide:

  • Edição de vídeo e imagem: Para profissionais de edição de vídeo e imagem, os monitores ultrawide oferecem uma ampla área de trabalho, permitindo visualizar uma linha do tempo extensa e várias ferramentas de edição simultaneamente. Isso facilita o processo de edição e melhora a eficiência do trabalho. Vale a pena conferir também o nosso artigo sobre computador para edição de vídeos.

  • Design gráfico: No campo do design gráfico, a tela mais ampla é benéfica para trabalhar em layouts complexos, manipulação de elementos visuais e multitarefa entre diferentes softwares de design. Aqui na nossa redação, por exemplo, o processo de design gráfico ficou bastante produtivo com uma tela Ultrawide.

  • Produção musical: Profissionais envolvidos na produção de música podem se beneficiar da ampla tela para visualizar mais faixas, efeitos e instrumentos ao mesmo tempo, proporcionando uma experiência mais intuitiva e facilitando o processo criativo.

  • Games e entretenimento: Se você é um entusiasta de jogos, os monitores Ultrawide são capazes de oferecer um campo de visão mais amplo, o que proporciona uma experiência de gaming mais imersiva. A amplitude da tela pode ser particularmente vantajosa para jogos de mundo aberto e simulação.

  • Filmes e séries: Ao assistir filmes e séries, este tipo de tela proporciona uma experiência cinematográfica mais envolvente, com menos interrupções visuais, graças à tela mais ampla que preenche mais o campo de visão do espectador.

  • Trabalho Multitarefa: Em ambientes profissionais, como escritórios, os monitores Ultrawide são úteis também para trabalhar com várias janelas e aplicativos abertos simultaneamente, melhorando a eficiência e a produtividade. Este é também um dos recursos que utilizamos com frequência, o que vem gerando mais produtividade para a nossa equipe.

Como vimos, a versatilidade da tela Ultrawide pode ser um diferencial para diversos usuários. Porém, é sempre importante ressaltar que a escolha desta tecnologia dependerá das preferências pessoais e das necessidades específicas de cada usuário em relação às suas atividades cotidianas.

Se você está com a grana apertada e não consegue investir em um monitor Ultrawide, talvez o seu televisor pode ser uma solução plausível. Saiba como usar televisão como monitor.

Mas afinal, o monitor Ultrawide vale a pena?

monitor ultrawide vale a pena
Foto: Unsplash – Petri R

Para a nossa experiência, o monitor Ultrawide vale a pena sim. Porém, o preço dos modelos costumam ser mais caros que os modelos tradicionais, o que pode acabar impactando diretamente na sua decisão final.

É sempre importante considerar as suas necessidades. Conforme vimos anteriormente, as características podem variar de pessoa para pessoa. É interessante colocar tudo numa balança e ver se realmente essa tecnologia irá fazer a diferença ao longo do seu dia a dia. Caso contrário, um monitor tradicional na resolução HD ou Full HD já será mais do que suficiente.

Vale reforçar que, no entanto, é essencial também considerar o espaço disponível e o hardware do seu computador. Lembre-se que nem todos os modelos disponíveis do mercado serão compatíveis. Faça sempre uma pesquisa mais aprofundada e busque ter conhecimentos técnicos do computador atual que você possui. #FicaaDica.

Escolher entre tecnologias de painel, como IPS e LCD, depende também das necessidades específicas de cada usuário. Para aqueles que buscam uma experiência visual imersiva e mais espaço de trabalho, investir em um monitor Ultrawide pode valer a pena, assim como ele valeu para o nosso trabalho.

Gostou do artigo? Então continue ligado em nosso site! Diariamente, postamos conteúdos sobre tecnologia e marketing digital. Elementos essenciais para elevar a sua produtividade em um mundo cada vez mais online. Assine a nossa Newsletter e receba conteúdos exclusivos diretamente na sua caixa de e-mail. O melhor de tudo é que o procedimento é simples e totalmente gratuito.

Últimos Posts

Categorias

Últimas Postagens

Stories Mais Vistos

Receba Newsletter

Insira o seu e-mail e receba dicas, novidades e informações sobre Tecnologia e Marketing Digital.

Redes Sociais